Escritório da Cidasc pode reabrir em Corupá em 2022

por adm publicado 30/08/2021 16h20, última modificação 01/09/2021 14h50

          A Câmara de Vereadores de Corupá, recebeu ofício com resposta da Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural e da CIDASC (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC), sobre a solicitação de reativação do escritório da companhia no município, com o envio de um engenheiro agrônomo para a Capital Catarinense da Banana, para prestação dos serviços inerentes a área agrícola do município, principalmente no que diz respeito a Defesa Sanitária Vegetal. Conforme o ofício, assinado pelo presidente da Cidasc, Antônio Plinio de Castro Silva, isso não será possível neste ano, devido a Lei Complementar 173, determinando que novos concursos públicos não podem ser realizados até 31/12/2021.

          A resposta a Moção de Apelo, autoria da vereadora Bernadete Correa Hillbrecht (PSD), assinada por todos os vereadores, diz que a Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural e a Cidasc, “são cientes da necessidade de alocação de engenheiro agrônomo no município de Corupá, devido à sua grande importância na produção de bananas em Santa Catarina”. Ressalta ainda que, o secretário da Agricultura e o presidente da Cidasc, assim que possível, pleitearão concurso público para a contratação destes profissionais ao quadro da companhia, pois existe defasagem em diversas regiões do Estado.

 Cidasc em Corupá

O escritório da Cidasc existiu em Corupá desde meados de 1980, com estrutura fornecida pelo Estado e depois através de um convênio com o município, e mantem até hoje um médico veterinário na Defesa Sanitária Animal, custeado pela prefeitura. Conforme os vereadores, a dificuldade está na Defesa Sanitária Vegetal, com problemas na liberação das cargas de bananas, que após extraída a Nota Fiscal para o transporte, os produtores ficam na dependência do PTV (Permissão de Trânsito Vegetal) para a saída do caminhão, que atualmente é feito graças a Asbanco (Associação dos Bananicultores de Corupá), que agiliza o documento para atender o agricultor. Corupá é a Capital Catarinense da Banana, um dos maiores produtores do país e tem a banana mais doce do Brasil, certificada pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) com o Selo de Indicação Geográfica (IG). Além disso, o município está entre os maiores produtores de Plantas Ornamentais de Santa Catarina, e realiza a cada dois (2) anos, a FECAPLANT (Feira Catarinense de Flores e Plantas Ornamentais), reunindo produtores de todo o território nacional. Alertam ainda que, outro grave problema é a falta de monitoramento, vigilância e fiscalização na produção e no comércio de plantas e outros produtos de origem vegetal, que são veiculadores de pragas, colocando em risco a produção agrícola do município.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.